28º Programa Cuide da sua saúde: Conselhos para combater o frio. Alimentação e chás. , 19 Dezembro de 2013

Podcast RDP Internacional

 Conselhos para Combater o Frio. Alimentação e Chás.

A chegada do tempo frio implica algumas mudanças nos nossos hábitos e rotinas diários e obriga à tomada de medidas e à implementação de estratégias para lidar com os problemas que com ele estão relacionados.

Um dos aspetos importantes está relacionado com as baixas temperaturas, que leva a uma maior concentração de pessoas em espaços fechados e locais públicos, o que por si só aumenta a probabilidade de propagação e de trasmissão de vírus, aumentando o risco de infeções das  respiratórias superiores e inferiores.

O frio também provoca alterações térmicas no corpo, na pele e ao nível das mucosas, aumentando a vulnerabilidade para choques térmicos.

Outra questão é a dos problemas circulatórios, que agravam nas pessoas que padecem de má circulação nas extremidades e que sofrem de frieiras.

 

Alguns Conselhos para Lidar com o frio

  • Usar várias camadas de roupa no corpo, podendo optar-se por vestuário de material que promova a regulação térmica.
  • Utilizar Aquecimento central ou placas térmicas de cerâmica e evitar ventiladores, lareiras ou aparelhos que promovam a combustão de oxigénio ou que libertem monóxido de carbono. Deve colocar-se um recipiente com água para ajudar a aumentar a humidade do ar e evitar que as mucosas sequem.
  • Evitar os choques térmicos e as variações de temperatura entre ambientes quentes e frios.
  • Evitar a realização de exercício físico exagerado em ambientes frios.
  • Promover a hidratação da pele e dos lábios (baton de própolis, calêndula ou aloe vera)
  • Prevenir as frieiras: usar pomada à base de Ginkgo biloba, hamamélis, castanheiro da Índia ou arnica.
  • Prevenir a má circulação nas extremidades: aplicação tópica de pomadas à base de plantas que melhorem a circulação e toma de extratos de plantas com as mesmas propriedades.
  • Beber bebidas quentes: Chás, café, cacau quente, para ajudar a manter o corpo aquecido, pela ação vasodilatadora.
  • Beber chá de raíz de Gengibre: cortar a raíz em lascas e fazer infusão - aquece, revitaliza e energiza o corpo; excelente para prevenir e tratar gripes e constipações.
  • Chá MU (mistura de plantas): excelente tónico e adstringente; ideal nas estações do outono e inverno.

 

Alimentação Indicada para Lidar com o Frio

  • A qualidade dos alimentos ingeridos é fundamental para fortalecer o organismo. Deve privilegiar-se o consumo de alimentos biológicos, orgânicos e frescos (frutas, frutos secos, bagas de sabugueiro, romã e goji, vegetais, verduras, legumes, oleaginosas e alimentos ricos em proteínas de alto valor biológico e subprodutos da soja).
  • Opte por uma cozinha aromática, que inclua ervas aromáticas (Salva, Mangericão, Coentros, Alecrim, Gengibre, Funcho, Tomilho, Salsa, Alho, Cebola ) e especiarias (Canela, Curcuma, Açafrão, Pimenta, Pimentão, Cardamomo, Noz-moscada, Caril, Alcaravia, Cominhos, Cravo-da-Índia). As propriedades termogénicas e vasodilatadoras de algumas especiarias ajudam a combater a sensação de frio.
  • Preferir alimentos típicos do Outono e Inverno: Tubérculos e raízes (beterraba, abóbora, cenoura, batata) – carotenóides (antioxidantes) – alimentos que crescem na terra) – os próprios alimentos caraterísticos da época têm um efeito protetor. Por exemplo, os Citrinos, caraterísticos deste época do ano, tais como a laranja, tangerina, clementina, toranja e a acerola e as romãs e os diospiros, são ricos em vitamina C, que ajuda a prevenir e a tratar as gripes e constipações.
  • Preferir legumes e produtos hortícolas a saladas no Outono e inverno.
  • Consumir Sopa: a sopa de legumes é uma ótima solução para aquecer, hidratar e nutrir o corpo.
  • Beber água, comer sopa, consumir fruta e beber chás ajuda a prevenir a desidratação caraterística das estações do outono e do inverno.
  • Consumir os Produtos da Colmeia - Mel, pólen, própolis: ajudam a prevenir e a tratar gripes e constipações, problemas de garganta e melhoram as defesas orgânicas.
  • Consumir produtos hortícolas cozinhados ou crús, cereais integrais, sementes, leguminosas (grão, Feijão, lentilhas), iogurte e leite fermentado (kéfir).
  • Preferir Bróculos, salsa, espinafres, tomate: alimentos ricos em vitamina C.
  • Consumir manteiga, arenque, atum e lacticínios: alimentos ricos em Vitamina D que previnem as gripes e constipações.
  • Deve evitar-se o consumo de alimentos refinados, pré-confeccionados, industrializados, criadores de um meio ácido e que diminui as defesas, tais como o açúcar branco (substituir pelo mel e açúcar mascavado orgânico), carnes vermelhas (criam reacções ácidas, ácido úrico e toxinas redutoras da imunidade), substituindo-as pelas proteínas vegetais. Restrinja o consumo do leite de vaca (rico em caseína, indigesto, aumenta o ácido láctico e as mucosidades) e prefira o leite de soja, avelã ou nozes. No entanto, consuma iogurte natural (Lactobacillus), que fortalece a flora intestinal e melhora as defesas em geral. Evite as farinhas brancas (geram mais mucosidades e enfraquecem o organismo). Elimine os alimentos processados, pois geram desequilíbrios orgânicos e contribuem para a acidificação do sangue.

 

 

  • Algumas Recomendações para Lidar com o Frio
  • Ambiente: Mantenha-se em casa, num ambiente sem grandes variações de temperatura (previna os choques térmicos), evitando os ares condicionados e o arrefecimento do corpo e das mucosas.
  • Hidratação: Mantenha-se hidratado, bebendo cerca de 1,5 litros de líquidos ao longo do dia - água filtrada, mineral, tisanas e infusões de plantas de acordo com a sintomatologia – (E,g., Anis Estrelado com Hortelã, Limão Gengibre, Tomilho, Alfazema ou Poejo) ou sumos de frutas. A hidratação melhora as secreções e os fluidos corporais.

 

Cuide da Sua Saúde.