22º Programa “Cuide da Sua Saúde”, 31 de Outubro de 2013

Como Combater a Obstipação

Podcast RDP Internacional

 Como Combater a Obstipação

O tema desta semana é a obstipação, também chamada de prisão de ventre ou constipação intestinal, involuntariamente.

O que é a Obstipação?

A obstipação, também denominada de prisão de ventre, é um problema comum que afeta muitas pessoas, desde as crianças, aos adultos e idosos, e que tem um enorme impacto na saúde e qualidade de vida. As mulheres são mais afetadas pela obstipação do que os homens.
É um problema Intestinal que se manifesta através de sintomas como a dificuldade em evacuar (temporária ou permanente), desconforto abdominal, dor abdominal, dores de cabeça, acumulação de gases (flatulência, meteorismo), distenção abdominal (barriga inchada), entre outros.
As pincipais causas estão relacionadas com o tipo de padrão alimentar, fatores hereditários, doenças do intestino (cancro do cólon), hábitos intestinais, doenças do sistema nervoso: depressão, ansiedade, sedentarismo, entre outras.

A maioria das pessoas sofre de pelo menos um espisódio de obstipação ao longo da vida. O problema é que para muitas pessoas a obstipação faz parte da sua vida e tentam de tudo um pouco para regularizar o trânsito intestinal.
Considera-se que uma pessoa está obstipada quando tem dejeções pouco frequentes e inferiores a três vezes por semana. Também pode manifestar-se pela diminuição do volume ou peso das fezes; dificuldade e esforço ao evacuar e com a sensação de evacuação incompleta; no entanto, depende do indivíduo e das patologias que apresenta, da medicação que faz, entre outros fatores.

 

 

Como se manifesta a Obstipação?
É muito importante ter uma certa rotina nos hábitos de higiene intestinal: ir á mesma hora á casa de banho, ir á casa de banho quando se tem vontade (evitando a retração e adiar da dejeção). Isto porque as fezes contêm substâncias tóxicas e outras que o organismo pretende eliminar, devendo ser removidas do organismo o mais depressa possível, pois caso contrário, causam sobrecarga orgânica, metabólica e autointoxicação.


Principais Sinais e Sintomas da Obstipação:

Sensação de enfartamento, dores de cabeça, mau estar, gases, aerocolia, fatulência, barriga inchada e abdómen distendido são alguns dos sinais de obstipação.
A permanência das fezes no cólon causa putrefações, intoxicação do organismo, podendo ser reabsorvidas e incorporadas  novamente no organismo.
A obstipação crónica é um problema frequente que também pode agravar ou levar ao aparecimento  do hemorroidal pelo esforço na dejeção, caso a matéria fecal fique retida (e seca) no organismo.
O risco da obstipação pode agravar ou levar ao aparecimento de outras doenças, tais como: divertículos, hemorródias, fissuras anais, apendicites, cancro do colón /cancro coloretal.
 
 Quais as principais causas da obstipação?
 O consumo de alimentos demasiado refinados: açúcar refinado, farinhas brancas, carne e gorduras animais, alimentos industrializados, processados, conservados e baixo consumo de fibras solúveis e insolúveis contidas nos vegetais, frutas, legumes, hortaliças e leguminosas pode contribuir para a obstipação.
Algumas das principais causas são a diminuição no consumo de líquidos, especialmente de água, diminuição no consumo de fibras, sedentarismo, stresse, alterações ambientais e alterações na dieta alimentar; A utilização de certos medicamentos: antidepressivos, analgésicos, ansiolíticos, suplementos de ferro e cálcio e antiácidos (alumínio), podem originar obstipação.
As mudanças nos hábitos alimentares também podem contribuir para a obstipação. O fenómeno social da emigração pode contribuir para a alteração do funcionamento intestinal. O tipo de alimentação atual - industrializada e refinada (corantes, aditivos e conservantes) - cujos alimentos deixam de ser integrais, transformando-se em alimentos desvitalizados e biologicamente pouco ativos, com perda substancial de nutrientes (vitaminas, minerais e oligoelementos) também contribui para a obstipação e má nutrição intestinal.
O consumo de hidratos de carbono integrais (cereais, farinhas, arroz, pão), leguminosas (feijão, grão), legumes, fruta (com casca) – alimentos muito ricos em fibras - melhoram o peristaltismo intestinal e combatem a prisão de ventre. Apesar da maioria das pessoas com obstipação consumirem alimentos pouco riscos em fibras; o consumo exagerado de fibras, especialmente de fibras insolúveis, pode ter um efeito contrário e diminuir os peristaltismos intestinais, caso não haja um consumo adequado de água e líquidos. O excesso de fibra pode contribuir ainda para a irritação do cólon, sendo desaconselhado quando exista a síndrome do cólon irritável.
Por outro lado, o consumo excessivo de leite de vaca e a intolerância à lactose, estão na origem de muitos problemas relacionados com a flatulência, meteorismo e prisão de ventre.

Conselhos para Combater a Obstipação:

Existem algumas dicas para melhorar o funcionamento intestinal, tais como:

Beber um copo de água morna em jejum – estimula o nervo vagal – melhora o funcionamento digestivo e combate a prisão de ventre.

No próximo programa continuarei a falar sobre mais dicas para combater a obstipação.

Até para a semana.

Cuide da Sua Saúde.

Manuel da Fonseca