36º Programa Cuide da sua saúde: Síndrome pré-menstrual, 13 Fevereiro 2014

Podcast RDP Internacional

 Síndrome Pré-menstrual (SPM)

Todos os meses o corpo da mulher prepara-se para uma possível gravidez. Quando não acontece, surge o fluxo menstrual, com caraterísticas mais ou menos intensas. O fluxo menstrual carateriza-se pela libertação de sangue e tem efeitos positivos ao nível da eliminação e desintoxicação do corpo. Porém, existem mulheres cujo fluxo menstrual pode ser excessivo, causando menstruações abundantes ou pelo contrário em escassez, havendo a falta de período. Ambos os casos podem estar relacionados com perturbações hormonais e ou com o sistema nervoso. A menstruações abundantes podem levar à anemia. A falta de período menstrual pode estar também relacionada com perturbações nervosas e com algumas perturbações do comportamento alimentar tais como a anorexia.

Sintomas do SPM

 O SPM afeta as mulheres em idade fértil. Os sintomas caraterísticos podem ser ligeiros ou atingir proporções mais graves. As alterações associadas ao SPM variam de mulher para mulher e estão dependentes das caraterísticas hormonais de cada uma, podendo ser muito variáveis. Os sinais e sintomas podem ser diversos e ocorrer ao longo de todo o ciclo menstrual (antes da ovulação, ovulação) e até ao fim do fluxo menstrual. Normalmente aparecem na segunda fase do ciclo menstrual, cerca de 7 a 10 dias antes da menstruação e desaparecem nos primeiros dias do inicio deste ciclo.

O SPM carateriza-se pelo aparecimento de diversas alterações ao nível físico e psíquico, nomeadamente: desconforto generalizado, dores pélvicas, dores abdominais, dores lombares, enxaquecas, seios doridos, tensão mamária, alterações do humor, irritabilidade, tensão muscular e nervosa, fadiga, ansiedade, alterações do sono, depressão, humor depressivo, diminuição da líbido, compulsão alimentar (normalmente por doces), retenção de líquidos, palpitações cardíacas, diarreia ou obstipação, distensão abdominal, entre outras.

Prevenção e Tratamento do SPM

O SPM afeta cada mulher de forma muito particular. Apesar da maioria das mulheres em período fértil recorrer ao uso da pílula por razões contracetivas, existem muitos casos em que a sua utilização é para a regulação do ciclo menstrual. Este tipo de fármacos tem efeitos positivos a esse nível, apesar de também poderem produzir efeitos negativos a outros níveis, especialmente quando existem hábitos tabágicos.

 

Suplementos Alimentares

- Óleo de Onagra, em cápsulas, pode ser tomado ao longo de todo o ciclo menstrual, pois ajuda na regulação do mesmo e na diminuição da maioria dos sintomas associados à tensão pré-menstrual. Aconselha-se a sua toma durante cerca de dois a três meses, até haver a regularização do mesmo e a partir daí a toma apenas até ao início do fluxo menstrual.

- Isoflavonas de Soja: São utilizadas normalmente durante o período do climatério, pré-menopausa, menopausa e pós-menopausa, pela sua ação do tipo estrogénico (fitoestrogénica). No entanto, nos casos em que se verifique a tendência para a menopausa precoce ou tendência para perda da massa óssea (osteopénia), pode ser tomada durante o período fértil.

- Canela: A infusão de Pau de Canela, ajuda a combater os sintomas associados às dores pélvicas e abdominais caraterísticos das metrorragias (fluxo menstrual abundante).

- Vitaminas do Complexo B: Ajudam a melhorar o sistema nervoso e a combater os sintomas associados às alterações do humor, dores musculares ou insónias.

- Vitamina E: Melhora a circulação em geral, favorecendo o fluxo menstrual regular e ajudando na fertilidade.

 

 

 

Plantas Medicinais

- Valeriana (Valeriana officinalis) e Camomila (Matricaria camomila) - Plantas Medicinais com Ação no Sistema Nervoso: contribuem para a melhoria do estado emocional, diminuindo a ansiedade e as insónias.

- Agnus Castus (Vitex agnus-castus): Planta Medicinal que diminui as dores e a tensão mamárias associadas ao SPM. Reduz os níveis de Prolactina no sangue.

- Borragem (Borago officinalis): O óleo das sementes de borragem é rico em ácidos insaturados e esteróis, que revela ação reguladora hormonal e que ajuda a combater os sintomas associados ao SPM. Melhora a textura da pele.

- Onagra (Oenothera biennis): Rica em fitoesteróis e ácido linoleico; reguladora hormonal; utilizada para combater o SPM.

- Plantas Medicinais Emenagogas (Provocam e favorecem o fluxo menstrual ou regularizam-no):

- Angélica- chinesa (uso popular): aumenta o fluxo menstrual por ação direta sobre o útero;

- Absinto (Artemisia absinto): Atuam por congestão sobre os vasos da pélvis

- Aipo (Apium graveolens): Favorece o fluxo menstrual

- Salsa (Petroselinum crispum) – sementes; em doses elevadas têm propriedades abortivas

- Bolsa de Pastor (Casella bursa pastoris): Diminui o fluxo menstrual (combate as metrorragias)

- Hidraste (Hydrastis Canadensis): efeito a anti-hemorrágico sobre os vasos da musculatura lisa do útero;

- Castanheiro da Índia (Aesculus hippocastanum): Ação venosa sobre o endométrio;

 

Alimentação

Existem alguns alimentos que devem ser consumidos durante o fluxo mentsrual, nomeadamente:

- Alimentos ricos em ferro, quando há mentruações abundantes, pela perda de ferro, (salsa, espinafres, beterraba, acelga)

- Alimentos com elevado teor de magnésio e cálcio: soja, nozes, castanhas e amendoins, gérmen de trigo, melão, arroz integral, ovos, aveia (rica em vitaminas do complexo B)

- Alimentos ricos em Vitamina E (soja, couve, espinafres, trigo integral, figo, banana, sementes e vegetais verde-escuros

- Alimentos ricos em magnésio: anti-inflamatório e relaxante muscular; reduz os sintomas físicos e psíquicos associados ao SPM

- Alimentos ricos em fibra - legumes, verduras, pão integral: alimentos ricos em fibras que melhoram o funcionamento do intestino e aliviam as cólicas menstruais (abdominais e pélvicas)

- Alimentos ricos cálcio e derivados: diminuem as contrações uterinas e intestinais, contribuindo para a redução dos espasmos e das cólicas.

- Soja – isoflavonas – diminuem a dor nos seios e tensão mamária e a sensação de peso no baixo ventre

- Alimentos ricos em Ácidos Gordos Ómega 3 e 6 - Nozes, castanhas, amendoins, ajudam a melhorar humor e a regularizar desequilíbrio hormonal

- Alimentos com propriedades diuréticas – Morangos, melão, melancia, pera, salsa e agrião

 

 

 

 

Algumas Recomendações para Melhorar o SPM

- Evitar o consumo de refrigerantes e de bebidas sódicas: o excesso de sódio agrava a retenção de líquidos

- Realizar refeições mais frequentes (com menor quantidade de alimentos)

- Evitar o uso de sal: agrava a retenção de líquidos (aumenta os edemas); aumenta a perda de cálcio; substituir por ervas aromáticas

- Evitar o consumo de alimentos com propriedades estimulantes, pois agravam os sintomas de insónias e de ansiedade;

- Aumentar o consumo de água: favorece a hidratação geral; melhora o funcionamento renal, linfático e intestinal; repõe o volume de líquidos e minerais perdidos na menstruação;

- Aumentar a ingestão de frutas e verduras: pela riqueza de nutrientes, melhora o aporte de substâncias ao organismo

- Reduzir o stresse e a ansiedade

- Aumentar o exercício físico

 

Referências Bibliográficas:

Da Cunha, A. Proença; Da Silva, Alda Pereira; Roque, Odete Rodrigues; Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia; Fundação Calouste Gulbenkian; 3ª Edição; 2009; Lisboa

 

 

Cuide da Sua Saúde.