Exposição ao Sol

Proteja a sua pele

A diminuição da camada de ozono – que nos protege das radiações ultravioletas emitidas pelo sol – é uma das causas que predispõe a uma maior vulnerabilidade da pele. No entanto, é o estilo de vida e os comportamentos face ao sol que mais potenciam o aparecimento de problemas de pele. Saiba como pode proteger a sua pele, através da alimentação e dos suplementos alimentares.

 

Todos os anos surgem mais casos de cancro da pele. A incidência é maior nos países onde existe uma permanente exposição solar – a Austrália é o melhor exemplo; mas o número de casos tem aumentado em Portugal, na Europa e no resto do mundo.

Na Europa, os cancros da pele mais associados à exposição celular são o Carcinoma basocelular, forma de cancro menos mortal do que o melanoma maligno.

As sucessivas campanhas de prevenção do cancro da pele dão sempre o ênfase ao Sol como principal responsável pelo aparecimento deste tipo de doença. Existem, contudo, muitos factores que contribuem para o aparecimento do cancro da pele.

 

Prepare a pele de dentro para fora

Existe de fato uma relação entre a incidência de cancro da pele, especialmente do tipo não melanoma (basocelular e espinocelular) e a exposição inadequada à radiação ultravioleta Beta (UVB). No entanto, existem outros factores, tais como a alimentação, hábitos de vida, tabagismo, fotótipo (constituição da pele, pigmentação) e as pré-disposições genéticas, que parecem ser igualmente importantes para desenvolvimento do cancro da pele.

Sendo a pele o maior órgão do corpo humano, com inúmeras funções de protecção do corpo das agressões exteriores, é importante que cuidemos dela o melhor possível. É também ao nível da pele que se reflectem inúmeras alterações orgânicas, sendo a tez, um espelho da condição orgânica interna. Diversas carências nutricionais podem ser reveladas através da pele.

Devemos cuidar da pele, especialmente quando existe uma maior exposição solar, mas também durante todo o ano.

 

Benefícios da exposição solar

O sol é sem dúvida o mais importante factor de vida no planeta. Sem sol a vida pura e simplsmente não existia. A luz solar aumenta a produção de hormonas que melhoram o humor e o estado de espírito; é também importante para a síntese de vitamina D (Calciferol), essencial para a saúde dos ossos.

A Helioterapia baseia-se, aliás, na premissa de que uma exposição solar ao longo do ano, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde.

 

Doenças que o Sol pode revelar

A exposição solar excessiva ou inadequada, a longo prazo, contribui para o envelhecimento precoce da pele (perda de elasticidade, rugas, manchas, despigmentação); Porém, pode também activar ou espoletar alguns problemas de saúde: alergias da pele (ao sol), acne, herpes labial. Ou agravar outros pré-existentes: lúpus eritematoso, psoríase, vitiligo, rosácea, porfirias, eczema. As reações da pele, apenas revelam a condição imunológica e nutricional do organismo. A melhor forma de evitar estas reações, é preparar a pele ao longo do ano e fazer uma exposição solar moderada e adequada à condição de saúde.

No Verão, deve haver também especial cuidado com o uso de certos medicamentos, que podem aumentar a fotossensibilidade – anti-alérgicos, anti-histamínicos e o hipericão (kneipp).

 

Protectores solares: São mesmo necessários?

A exposição ao sol deve ser feita de uma forma responsável, pois as radiações ultravioletas em determinados períodos do dia (entre as 11 horas e as 17 horas) atingem a sua intensidade máxima e são nocivas para a pele; o contato deve ser por isso gradual e progressivo, permitindo uma habituação da pele e a modulação dos sistemas de defesa; o sol pode trazer inúmeras vantagens para a saúde, desde que haja uma exposição adequada. O uso de protetores solares é recomendável, mas não parece proteger totalmente contra a forma de cancro de pele mais mortal – o melanoma; as substâncias que compõem certos filtros de protecção ultravioleta, e que são usadas na formulação (metilparabenos e metilbenzenos), revelam acção tóxica celular, principalmente quando expostos às radiações solares; o uso de bronzeadores solares pode até contribuir para o aparecimento de problemas de pele.

Diversos artigos referem que o uso de protetores solares de elevado índice de FPS (Fator de Proteção Solar), podem bloquear a adequada síntese de Vitamina D; os raios ultravioleta Beta são importantes para a síntese e vitamina D – tão imprescindível para a condição osteoarticular.

 

Medidas de protecção

É importante começar por fazer curtos períodos de exposição solar, aumentando gradual e progressivamente. O ideal é fazer-se uma sensibilização ao sol ao longo do ano (bastam cerca de 30 minutos por dia). Apesar do efeito cumulativo do sol sobre a pele, uma exposição adequada pode ter inúmeros benefícios para a saúde em geral.

Deve ter-se especial cuidado com as crianças, idosos, indivíduos com patologias que obriguem a especial cuidado (doenças auto-imunes, imuno-deprimidos, doenças de pele, doenças infecciosas e inflamatórias, doenças cardiovasculares) e pessoas cujo fotótipo seja de risco – pele branca, olhos claros, louros e sardentos.

As medidas de proteção devem incluir: proteção (chapéus, t-shirts, óculos de sol) das zonas do corpo mais sensíveis (nariz, lábios, olhos, costas das mãos e peito dos pés); Evitar o contacto solar nas horas de maior calor (cuja radiação solar é mais intensa) – entre as 11 horas e as 17 horas, mesmo estando à sombra (a areia reflete os raios solares e atinge a pele); prevenir insolações e queimaduras.

 

Hidratação é fundamental

É essencial o consumo de água durante todo o ano, mesmo não tendo sede, especialmente no Verão, para prevenir a desidratação. Devem preferir-se as águas cujo pH seja o mais próximo do alcalino. Em caso de haver uma actividade física intensa, deve aumentar-se o consumo de água com características hipotónicas, para permitir um adequado balanço hídrico.

 

A Importância da alimentação

Uma alimentação pobre em frutas e verduras constitui um factor de risco para diversas doenças, incluindo as que afectam a pele. A dieta alimentar deve por isso basear-se no consumo de verduras, legumes e frutas, preferencialmente, as da época de Verão;

- Carotenóides – cenoura, beterraba, papaia, abóbora, manga, batata doce – fornecem Betacaroteno – essencial para a proteção da pele.

- Tomate - Rico em Licopeno, poderoso antioxidante para a pele. Pode ser consumido em extracto ou pasta concentrada, de preferência ao longo do ano (fator de proteção da pele).

- Citrinos – Laranja; toranja, limão, lima, quivi, romã – fornecem vitamina C – fundamental para a saúde da pele.

- Frutos Vermelhos – Poderosos antioxidantes, previnem o envelhecimento da pele.

- Peixe – Salmão, atum, sardinhas, arenque, cavala – ricos em ácidos gordos Ómega 3 – revelam acção anti-inflamatória da pele.

- Produtos Hortícolas – Brócolos, espinafres – ricos em Vitamina A – fundamental para a regeneração, crescimento e regeneração da pele.

- Cereais – Pão, massas, arroz, cereais – necessários para aumentar o aporte de hidratos de carbono.

 

Suplementos alimentares para proteger a Pele

- Betacaroteno – Quando transformado em Vitamina A no organismo, auxilia na formação de melanina (pigmento da pele que ajuda à proteção das radiações UV) e contribui para a obtenção de bronzeado.

- Vitamina A – Essencial para a proteção e regeneração da pele; previne a desidratação da pele.

- Ácidos Gordos Ómega 3 – Ácido gordo essencial para o organismo; previne e melhora os problemas de pele.

- Vitamina D (Calciferol) – Obtida através da acção do sol sobre a pele; auxilia na metabolização do cálcio; presente nos ovos, manteiga e lácteos.

- Antioxidantes – Neutralizam a acção dos radicais livres, que danificam as células (Vitaminas A, B, C, E K, flavonóides, isoflavonas, polifenóis).

- Coenzima Q10 – Utilizada na prevenção e tratamento das afecções da pele - factor de protecção das radiações UV.

- Vitaminas do Complexo B – Participam em todos os processos metabólicos; Niacina e Biotina – revelam inúmeros benefícios para a pele e estão presentes nas carnes vermelhas, ovos, peixes e banana.

- Vitamina C – Antioxidante, melhora as defesas, coadjuvante na síntese de colagéneo - a sua concentração diminui após a exposição solar.

- Vitamina E – Diminui a incidência do Basiloma (tipo de cancro de pele), melhora a textura da pele, antioxidante.

- Colagéneo – Essencial para a regeneração da pele e para a síntese de elastina.

- Minerais Zinco, Silício, Selénio, Magnésio, Cálcio – Fundamentais para a pele.

- Levedura de Cerveja – Muito rica em minerais e vitaminas (complexo B); desintoxicante;

- Ácido Linoleico e Ácido Hialurónico – Reestruturantes da pele.

- Óleo de Borragem e Óleo de Onagra – Melhoram a estrutura da pele, previnem e tratam afecções da pele.

 

Plantas Medicinais para o Verão

- Chá Verde – Aumenta as defesas imunológicas ao cancro da pele, queima gorduras, antioxidante.

- Dente de Leão – Melhora a drenagem hepática e renal, ajuda a desintoxicar o organismo (acção diurética).

- Cavalinha – Remineralizante (rica em silício) e reestruturante do tecido conjuntivo.

- Hortelã-Pimenta e Gengibre – Beber a infusão destas plantas tem efeito refrescante e melhora a sede.

 

Cuidados com a pele

Os cuidados com a pele devem ser diários, ao longo do ano e não apenas durante o Verão.

O uso de um creme hidratante diário é fundamental. No Verão, use um creme ou leite hidratante para depois do sol.

- Rosa-de-mosqueta – Usada em creme, loção ou óleo essencial, tem propriedades hidratantes, cicatrizantes e reafirmantes da pele - pode ser aplicada após a exposição solar.

- Centelha Asiática – Anti-celulítica, melhora a circulação e a textura da pele, auxilia na síntese de colagéneo.

- Aloe Vera e Calêndula – Utilizadas em gel ou creme, são emolientes e cicatrizantes da pele, beneficiando as queimaduras, inflamações e irritações da pele - utilizadas após a exposição solar.

- Camomila – Em infusão ou extracto, melhora as irritações da pele, é calmante, cicatrizante e hidratante.

- Alfazema e Hipericão – Utilizadas em óleos, acalmam as irritações da pele.

- Hamamélis – Melhora a circulação da pele, previne a fragilidade capilar agravada pela acção das radiações solares;

- Malaleuca (Tea Tree) – O óleo essencial ajuda a prevenir e a tratar micoses, agravadas pela humidade e pelo aumento da temperatura.

- Rosa Canina – Regeneradora e cicatrizante da pele.

- Máscara Hidratante – Juntar iogurte fresco, meio pepino, polpa de pêssego e cenoura. Coloque tudo num liquefador e deixe no frigorífico durante algumas horas. Aplique depois na pele, como cataplasma, para hidratar e regenerar a pele.

 

 

O conteúdo deste site encontra-se protegido por Direitos de Autor.

Todos os trabalhos estão registados no IGAC

- Direcção Geral das Actividades Culturais -

É proibida a reprodução, parcial ou total, sem menção da autoria ou proveniência. 

Alternative flash content

Requirements

Get Adobe Flash player