Programação Neurolinguística e Saúde

 

Existe um método revolucionário que pode ajudar a reprogramar o seu Software mental – a Programação Neurolinguística.


Descubra como é possível reprogramar a sua mente e transformar estratégias mentais inconscientes.
Melhore a sua saúde e bem estar através deste método, que já ajudou milhares de pessoas em todo o mundo a emagrecer, deixar de fumar, curar fobias e a aumentar a auto-estima.
 
 
O que é a Programação Neurolinguística?
A Programação Neurolinguística (PNL) dedica-se ao estudo da experiência subjectiva e oferece um método prático e eficaz para produzir mudanças permanentes e duradouras. As técnicas da PNL lidam com a estrutura do pensamento, a memória emocional, a comunicação intra e interpessoal e a linguagem verbal e não-verbal. Produz efeitos ao nível das estratégias mentais inconscientes, que conduzem a um crescimento pessoal e a uma melhor qualidade de vida.
A PNL é conhecida e reconhecida sobretudo pelo desenvolvimento de técnicas que conseguem curar distúrbios emocionais e assim operar mudanças comportamentais efectivas, que levam ao bem estar e à realização pessoal.
Foi criada no início dos anos 70 na Universidade de Santa Cruz, Califórnia, por Richard Bandler e John Grinder. Bandler, fascinado com o desempenho e sucesso de psicoterapeutas famosos como Virgínia Satir e Fritz Pearls, questionava-se sobre a diferença na abordagem e porque, estando o conhecimento disponível para todos os terapeutas, o que lhes permitia obter resultados tão extraordinários?
Uma vez que os procedimentos em causa eram essencialmente veiculados pela linguagem verbal, Bandler procurou a ajuda de John Grinder, professor especializado em Linguística Generativa. Juntos, observaram e distinguiram a estrutura e padrões linguísticos que surtiam determinados efeitos nos interlocutores. Criaram assim o primeiro modelo da PNL – o Metamodelo, que aliás, viria a dar origem às conhecidas Perguntas poderosas tão utilizadas no Coaching. Um exemplo de utilização do Metamodelo: perante uma afirmação do tipo Eu não sou feliz!, um trainer em PNL poderá perguntar: Em que momentos, especificamente, não se sente feliz?, ou O que sente especificamente? Estes tipos de perguntas levarão o interlocutor a desconstruir o problema e a encontrar soluções.
Bandler e Grinder denominaram esta forma de investigação de Modelagem, ou seja, conhecimento adquirido a partir de umModelo de Excelência. A mesma técnica foi mais tarde aplicada por Milton Erickson, dando origem aos padrões de linguagem hipnótica: O Modelo Milton.
A Modelagem, enquanto técnica de investigação, extrapolou o âmbito da psicologia e mostrou-se também muito funcional em sectores tão diversos como o desporto ou o desempenho no mundo empresarial.
Por estas razões, a PNL passou a ser conhecida como A Ciência e Arte da Excelência Humana.
 
 Quais os Fundamentos da PNL?
A PNL fundamenta-se no estudo da experiência subjectiva humana e sua estrutura. Opera com base numa série de conceitos, princípios e pressupostos oriundos de diversas áreas como a Linguística Semântica e Generativa, a Cibernética, a Neurologia e a Informática. O seu modelo operativo tem o enfoque na solução e no futuro, e distingue-se pela criação de técnicas com que transforma estratégias mentais inconscientes, provocando transformação de reacções emocionais e comportamentais.
Um padrão mental pode ser um comportamento ou resposta sistemática a determinadas situações como por exemplo, comer para aplacar uma ansiedade ou outro desconforto. Esses padrões assentam numa estratégia inconsciente, que pode ser substituída por outras estratégias mais eficazes através da quebra repentina do padrão ou da sua desconstrução e transformação.
A Programação Neurolinguística distingue-se dos procedimentos da psicologia tradicional, ao focar a sua investigação naquilo que funciona, ou seja, nas estratégias mentais, conscientes ou inconscientes, de pessoas com uma performance bem sucedida em aspectos específicos. Estas estratégias mentais, desconstruídas através da Modelagem, podem ser aprendidas por outras pessoas, através de procedimentos que lançam mão de funcionalidades, como o condicionamento neuro-associativo, as submodalidades, entre outros.
Os procedimentos, técnicas e modelos da PNL são actualmente estudados pelas neurociências.
A PNL tem um cariz essencialmente pragmático. Todas as investigações em PNL têm em comum a aplicabilidade e funcionalidade dos resultados para o desenvolvimento, sucesso e bem-estar humanos.
 
Como é a Abordagem da PNL?
 A PNL é muito conhecida e divulgada pela atitude positiva, confiante e alegre que os seus praticantes normalmente adquirem. É importante perceber que esta atitude positiva, alegre e simples provém de um trabalho mais profundo. São a consequência de um alargamento da consciência, do conhecimento da estrutura subjetiva humana, do alargamento da capacidade de comunicação, a partir de um ouvir, olhar e sentir o outro como um ser diferente e singular. São a consequência da capacidade de auto-observação e auto-conhecimento, da resolução efetiva dos conflitos internos, da procura da satisfação pessoal a partir da própria atitude, de escolhas conscientes e do reconhecimento das próprias capacidades.
A PNL considera o ser como um sistema dentro de um sistema maior, em que existem todas as possibilidades de realizar-se plenamente.
 
Qual é a importância da PNL na Saúde?
Uma das facetas menos conhecidas da PNL é o trabalho que desenvolve no auxílio da cura de doenças físicas. Hoje, o conceito de interação mente / corpo já é uma evidência para a maioria dos profissionais de saúde. Já não se põem em causa as relações entre o sistema imunológico e o estado emocional. A importância de uma atitude positiva do paciente e a crença na sua capacidade de recuperação são fundamentais no processo de cura.
Além de oferecer as condições para este estado mais propício para a cura, a PNL desenvolveu um conjunto de técnicas que permitem lidar com os sintomas por um lado, e, por outro, levar o paciente a encontrar as causas emocionais que deram origem à manifestação física de uma doença. A neutralização dessas causas pode ser um factor preponderante na rapidez e eficácia dos tratamentos.
 
As técnicas de Programação Neurolinguística permitem dar ao indivíduo um novo enfoque e novas maneiras de encarar criativamente a sua saúde.
A PNL oferece ferramentas que ajudam a desenvolver atitudes para enfrentar limitações ou obstáculos que criamos com o nosso próprio pensamento. Isto porque cada pensamento que temos, cada palavra que dizemos, tem uma enorme influência sobre a nossa vida e sobre o nosso corpo. A conjugação do equilíbrio daquilo que pensamos, dizemos e sentimos, é responsável pelo nosso modo de ser e de agir.
 
Quais são as principais Indicações da PNL?
As técnicas e procedimentos da PNL facilitam a transformação de hábitos, como o de fumar, os excessos alimentares ou certo tipo de fobias. Permite também desfazerem-se reações emocionais despropositadas como, crises de ansiedade e pânico, tristezas recorrentes, melancolia e outros estados emocionais. Pode também ser útil em certos comportamentos negativos, problemas de relacionamento, baixa auto-estima e falta de assertividade.
Através da utilização de técnicas específicas é possível eliminar fobias e medos numa única sessão e de forma permanente.
A técnica de PNL para o tratamento de alergias, por exemplo, tem uma taxa de sucesso bastante interessante. Baseia-se na teoria de que o sistema imunológico em algum momento sobrereagiu a algum elemento externo, como se representasse um perigo maior do que realmente era. Qualquer agente alergénico, como o pó ou os ácaros, apenas precisavam de um espirro para serem expelidos. Mas, o sistema imunológico reage com exagero, esta estratégia fica registada na mente inconsciente de modo que, cada vez que o mesmo elemento externo estiver presente, a reacção será a mesma. É possível mudar esta estratégia na mente inconsciente e, em muitos casos, eliminar os sintomas.
 
Como a PNL explica o Poder da Linguagem Verbal?
A linguagem verbal tem um papel muito importante na atitude e nas emoções. É interessante analisarmos certas metáforas que se utilizam normalmente ao lidar com as doenças. São muitas vezes palavras e expressões que revelam uma atitude agressiva, de guerra contra os sintomas: lutar, atacar e proteger-se são metáforas comuns e consideradas positivas. Será que são mesmo? A PNL aceita o pressuposto de que as doenças são uma reacção do corpo para resolver um determinado problema.
Aquilo que pensa e diz, influencia decisivamente, também o seu estado de saúde.
Não imagina o poder daquilo que pensa e diz no seu dia-a-dia.
Se profere constantemente frases pela negativa, tais como por exemplo: “Não quero ter mais este peso.”, cria um efeito negativo que aumenta os níveis de stresse e ansiedade e que interfere com o próprio metabolismo. Se em vez disso disser: “Quero emagrecer e sentir-me magro”, o efeito neurofisiológico é totalmente diferente e beneficia positivamente o metabolismo. Por isso, são de evitar este tipo de expressões.
As nossas emoções respondem àquilo a que prestamos atenção, ou seja, àquilo em que mantemos o nosso foco. As palavras que utilizamos para exprimir o pensamento denunciam esse foco: se nos exprimimos de forma negativa, o foco está no problema, as emoções serão negativas e a atitude tenderá ser de vitimização. Por outro lado, expressões como Eu não quero comer mais chocolate, mantém o foco e a atenção em imagens ligada a comer e imagens de chocolate, aumentando assim a apetência e vontade de comer chocolates e despertando mecanismos de justificação deste comportamento, como ocorre normalmente em qualquer hábito.
 
Mude a Sua Maneira de Pensar através da Visualização Criativa
Ao mudar a sua atitude mental e o seu padrão de pensamento, pode mudar aspectos externos da sua vida. Pode transformar o medo em confiança, emoções negativas em emoções positivas. Tudo depende do mapa da realidade que cria, da sua própria perceção acerca de determinados aspectos, das suas crenças auto-limitadoras e dos seus valores intrínsecos.
Através da visualização criativa – exercícios mentais, pode criar o padrão de pensamento desejado, através da visualização de imagens que o associem a experiências positivas, à concretização de objectivos, metas e sonhos. Para isso, basta que se associe mentalmente a essa experiência, que a vivencie de forma natural e intensa e que a sinta a realizar-se, como se fosse real.
Se por exemplo, quer eliminar hábitos tabágicos, imagine o que seria o seu corpo a entrar num estado de saúde, livre de substâncias tóxicas. Inspire profundamente, sinta o seu corpo a relaxar todos os músculos, incluindo os músculos lisos dos pulmões. Sinta as inspirações cada vez mais profundas e intensas, a oxigenação cada vez maior, as suas células cada vez mais saudáveis. Os seus pulmões estão livres de fumo tóxico, estão a eliminar todos os resíduos, à medida que vai inspirando profundamente e vai sentindo-se melhor, com mais fôlego, com maior capacidade de respirar e com uma sensação de bem estar permanente e duradoura. Imagine como a sua saúde melhorou.
 Este é apenas um exemplo do que a PNL pode fazer por si. Se pretende melhorar outros aspectos da sua vida, se pretende eliminar outros vícios, dependências e comportamentos, procure a ajuda de um Practitioner  em PNL.
 
Manuel da Fonseca, Practitioner  em PNL; Practitioner em Time Line Terapy®
 
Informações de Cursos de PNL:
www.spots.com.pt

 

 

O conteúdo deste site encontra-se protegido por Direitos de Autor.

Todos os trabalhos estão registados no IGAC

- Direcção Geral das Actividades Culturais -

É proibida a reprodução, parcial ou total, sem menção da autoria ou proveniência. 

 

Alternative flash content

Requirements

Get Adobe Flash player