Remédios do Mar Ajudam as Articulações

Descoberta de Substâncias que vêm do Mar ajudam a Prevenir e a Tratar a Osteartrose

A prevalência das patologias osteoarticulares tem afectado o Homem ao longo de todas as civilizações, desde a Pré-história, passando pela Civilização Egípcia, Grega e Romana, Idade Média e até aos nossos dias.

O Reumatismo e as patologias osteoarticulares são muito provavelmente o tipo de patologias mais antigo do planeta, antecedendo em milhões de anos o aparecimento do Homem, como o demonstram diversos estudos palenteológicos no esqueleto de dinossauros e outros fósseis.

Este tipo de patologias tem acompanhado o Homem ao longo da sua evolução histórica, tal como comprovam as alterações artrósicas e espondilolíticas do esqueleto de diversos “achados” em África, que parece ter sido o berço da espécie.

As doenças músculo-esqueléticas são um tipo de patologias que afectam de forma significativa a população mundial e levou a Organização Mundial de Saúde a estabelecer como meta a prevenção deste tipo de afecções – A Década de 2000-2010 -“A Década do Osso e da Articulação”.

A osteoartrose manifesta-se pelas dores e rigidez articulares dos joelhos, ancas, mãos e coluna vertebral e caracteriza-se pela deterioração e degenerescência das articulações, associada ao envelhecimento, mas pode surgir precocemente a partir dos 40 anos.

As cartilagens articulares asseguram o deslizamento dos ossos e vão-se alterando progressivamente com a idade, resultando na fricção dos ossos, pela perda do efeito amortecedor da cartilagem, diminuindo a mobilidade das articulações, aumentando a rigidez e causando dores articulares, sendo necessário nalgumas situações recorrer-se à intervenção cirúrgica para a colocação de próteses.

No entanto, existem algumas soluções naturais – “Remédios do Mar” - substâncias que ajudam a prevenir a artrose e a travar precocemente a evolução da doença – O Sulfato de Glucosamina e o Sulfato de Condroitina.

O Sulfato de Glucosamina (derivado da carapaça dos crustáceos) e o Sulfato de Condroitina (Extraído da Cartilagem de Tubarão) são duas substâncias que estão combinadas num suplemento alimentar á venda em farmácias e dietéticas.

Existem diversos estudos científicos que comprovam os benefícios terapêuticos da associação destas substâncias complexas na prevenção da osteoartrose, no tratamento dos sintomas associados e no retardar do processo de envelhecimento e degeneração da cartilagem articular.

Acção da Glucosamina – Estudos demonstraram que esta substância pode reduzir as dores articulares, retardar o processo degenerativo em estados precoces de osteoartrose e aumentar a mobilidade articular.

A Glucosamina é uma substância natural constituinte de quase todos os tecidos humanos e um elemento da constituição dos Glicosaminoglicanos e das Glicoproteínas na substância de base da cartilagem articular. A sua acção fisiológica inibe a deterioração na osteoartrose (incorpora os tecidos cartilaginosos) e tem um efeito anti-inflamatório, devido á inibição de enzimas e á supressão da formação de radicais livres. Também reverte os efeitos negativos da Interleucina I, contribuindo a longo prazo para a manutenção da cartilagem articular.

 

Vantagens Terapêuticas do Sulfato de Glucosamina – O Sulfato pode mediar o efeito terapêutico da Glucosamina. O Enxofre contido no conjugado de Sulfato tem uma função importante na síntese de proteoglicanos, uma vez que grande parte dos glicosaminoglicanos contêm enxofre. A insuficiência de enxofre condiciona a síntese de glicosaminoglicanos. Os suplementos de Glucosamina podem contribuir para reverter a deficiência em enxofre e beneficiar os estados de osteoartrose.

 

Acção da Condroitina – Contribui para a redução da dor e aumento da motilidade articulares.

A Condroitina estimula a síntese de Proteoglicanos, contribuindo para o restabelecimento dos condrócitos e estimula a produção de ácido hialurónico, inibindo as enzimas responsáveis pela degradação, inibindo os processos imunológicos na artrose e aumenta nutrição sinovial e subcondral e fortalece a matriz do colagénio da cartilagem. As suas propriedades fisiológicas melhoram a biomecânica articular, tais como a força de tensão e elasticidade da cartilagem.

 

Vantagens Terapêuticas do Sulfato de Condroitina – O sulfato de Condroitina é uma parte importante da matriz da cartilagem. A rápida absorção deste composto e a sua incorporação ao nível das articulações foi comprovada por vários estudos, que evidenciam as vantagens desta associação.

 

Benefícios Terapêuticos da Associação destes compostos – A conjugação do Sulfato de Glucosamina com o Sulfato de Condroitina revela um efeito sinérgico e a sua associação potencia a biodisponibilidade e acção orgânica. Este suplemento alimentar retarda a progressão e melhora os sintomas associados á osteoartrose do joelho e da anca e pode ser um excelente complemento aos tratamentos médicos convencionais e um substituto dos fármacos analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides (AINEs), evitando os efeitos secundários associados á toma dos mesmos.

 

No entanto, é de referir que apesar de este suplemento ser seguro e eficaz, existem algumas situações em que está contra-indicado, nomeadamente nas pessoas com alergia ao marisco (provocadas pelas proteínas do marisco e não pela quitina).

 

Sugere-se alguma vigilância clínica nos indivíduos com Diabetes tipo I, apesar de não estar contra-indicado.

 

Recomenda-se que as pessoas que tomam anti-coagulantes (ácido acetilsalicílico), analisem mais frequentemente os factores de coagulação (tempo de coagulação) após o início da toma deste suplemento. Isto porque a estrutura bioquímica da Condroitina é semelhante à do anticoagulante Heparina e a associação pode aumentar o tempo de hemorragia nalguns indivíduos.

 

Podem ocorrer alguns efeitos indesejáveis, tais como ligeiros distúrbios gastrintestinais (indigestão, intolerância digestiva, obstipação/ diarreia) e neurológicos (dores de cabeça e sonolência).

 

Devido à inexistência de estudos científicos, não se recomenda a admnistração deste suplemento durante o período de gravidez e aleitamento.

 

Utilização Clínica do Sulfato de Glucosamina e Condroitina

Na minha prática clínica homeopática e osteopática, no tratamento de certos casos de artrose do joelho, anca, mãos e coluna vertebral, recomendo a suplementação de Sulfato de Glucosamina e Sulfato de Condroitina, pois revela acção analgésica e anti-inflamatória, se usado por curtos períodos de tempo nos estados agudos e ajuda a prevenir precocemente o desgaste articular. Nos tratamentos prolongados, contribui para combater a sintomatologia associada á osteartrose e ajuda a travar a degeneração articular, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Tudo depende da fase de evolução em que se encontre, mas podem ser `moléculas mágicas´ para quem sofre de perturbações osteoarticulares.

 

No ano em que se inaugurou a Expo 98 em Lisboa, no âmbito da temática “Mares e Oceanos”, foi lançado um concurso público pelo Instituto Nacional da Farmácia e do medicamento (INFARMED) – “ Remédios do Mar”, com o intuito de recolher as utilizações tradicionais e terapêuticas de produtos do mar . Os trabalhos apresentados a concurso foram seleccionados e publicados no Livro “Remédios do Mar”, do qual se destaca o trabalho de Manuel Fonseca – “Vantagens Fisiológicas e Terapêuticas no uso de substâncias biológicas complexas”, onde apresenta as vantagens clínicas do uso da Cartilagem de Tubarão no tratamento de determinadas patologias osteoarticulares, nomeadamente a osteoartrose.

 

No entanto, é importante a implementação de medidas alimentares, que evitem a acidificação do “Terreno Biológico” e mantenham o pH dos tecidos (alcalino), impedindo que se instale uma condição degenerativa das articulações, tais como os ácidos gordos saturados (proteínas de origem animal), alimentos geradores de ácido úrico (a carne do marisco) e toxinas, que acidificam o organismo e aumentam as reacções inflamatórias.

 

Existem outros produtos do mar que podem ajudar a melhorar a condição articular: os óleos de peixe ricos em DHA e EPA ou o consumo de Cavala, Arenque, Salmão Selvagem, Sardinhas, Bacalhau, melhoram os processos inflamatórios.

 

Para manter a saúde e o bem-estar das articulações, deve previlegiar-se o consumo de alimentos anti-oxidantes ricos em Vitamina C (citrinos, vegetais e legumes), que auxiliam na síntese de Colagénio, Vitamina E (oleoaginosas, vegetais), que protegem os ácidos gordos polinsaturados contra a oxidação dos radicais livres.

 

A ingestão de alimentos ricos em fibra (probióticos e prébióticos), melhoram a função intestinal e evitam a acumulação de microrganismos que constituem factores de infecção e inflamação, melhorando a assimilação dos micronutrientes necessários à síntese de tecidos de suporte do organismo, manutenção da estrutura óssea e preservação das cartilagens articulares (zinco, Cálcio, Manganês, Cobre, Silício e Enxofre).

 

 

 

O conteúdo deste site encontra-se protegido por Direitos de Autor.

Todos os trabalhos estão registados no IGAC

- Direcção Geral das Actividades Culturais -

É proibida a reprodução, parcial ou total, sem menção da autoria ou proveniência. 

 

Alternative flash content

Requirements

Get Adobe Flash player